Gasto com saúde no Brasil pode chegar a um quarto do PIB, diz estudo

17/04/2017

Os gastos com saúde no Brasil poderão atingir entre 20% e 25% do PIB em 2030, de atuais 9%, tornando-se insustentáveis “se nenhuma providência for tomada”, estima estudo divulgado nesta terça-feira (11) pelo Instituto Coalizão Saúde e realizado pela McKinsey & Company.

 

O Instituto é formado por 27 representantes do setor de saúde, como grupo Fleury, Hospital Sírio Libanês, Albert Einstein, Johnson & Johnson Brasil, Fenasaúde, Unimed e faculdade de Medicina da USP.

 

O estudo será apresentado hoje pelo presidente do Instituto, Claudio Lottenberg. O levantamento indica que o Brasil gasta 9% do PIB em saúde, mas tem resultados piores que países que têm gasto proporcionalmente semelhante, como Estados Unidos e Austrália.

 

Fonte: Valor

Todos os direitos reservados 2002 - 2017. Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde.
fenaess@fenaess.org.br 
SRTVS - Quadra 701 - Bloco "E" - Lotes 2/4 - Edifício Palácio do Rádio II - Salas 227/228
Telefone - 61-3202.4323 e Fax - 3202.6494 
Asa Sul - Brasília/DF - Cep: 70340-902