No Congresso, reformas ficam para o pós-crise

16/03/2020

O avanço do coronavírus no Brasil alterou a rotina e a pauta do Congresso Nacional. Antes com uma agenda de reformas e propostas que exigiriam debates prolongados, os parlamentares agora devem concentrar tempo e energia para aprovar os projetos do governo destinados a enfrentar a crise na saúde e seus efeitos na economia. Isso tudo num cenário em que os plenários e as salas das comissões não poderão ter aglomerações.

 

Na avaliação de integrantes da cúpula do Congresso, a tramitação de propostas de emenda constitucional fica prejudicada e só deve ser retomada depois de superada a crise atual.

Fonte: Valor Econômico