Quatro nomes são indicados para a presidência da ANS

18/12/2020
logo-ANS.jpg

O presidente Jair Bolsonaro indicou para a presidência da Agência Nacional de Saúde Suplementar o advogado Paulo Rebello, que já foi trabalhou nos ministérios das Cidades e da Integração Nacional durante os governos de Dilma Rousseff e Michel Temer. Desde 2018, Paulo Rebello é diretor da ANS.

 

Além do advogado, outros três nomes foram sugeridos para a direção da agência, são esses: o médico Marcelo Queiroga Lopes, atual presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia; Maurício Nunes da Silva, servidor da ANS; e o médico e servidor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Jorge Antônio Aquino.

 

Para entrarem na agência, ainda será preciso aprovação da maioria dos senadores.