Santas Casas e filantrópicos promovem ato em favor da sustentabilidade financeira do setor

WhatsApp Image 2022-04-19 at 11.20.20.jpeg

Nesta terça-feira, 19, liderado pela Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), acontece ato de paralisação em hospitais filantrópicos em todo o Brasil, parte da campanha Chega de Silêncio. Segundo a CMB, o movimento busca colocar luz na crise financeira vivida por essas instituições em função do subfinanciamento do SUS, agravado pela alta demanda e custos provocados pela pandemia. A ação surge como efeito do Projeto de Lei 2564/20, que dispõe sobre o piso salarial da enfermagem e tramita na Câmara Federal, com votação prevista para os próximos dias. Segundo estudos do setor, o impacto da proposta para entidades filantrópicas é estimado em R$ 6,3 bi.

Para o presidente da CMB, Mirocles Veras, a realidade brasileira torna o cumprimento do PL insustentável. "Não somos contrários ao projeto, muito pelo contrário, os hospitais valorizam todos os profissionais de saúde e somam esforços com as categorias em busca de um fonte de receita que possibilite o financiamento de remunerações mais justas." 

Paralelamente à paralisação, corre um abaixo assinado em apoio às Santas Casas e hospitais filantrópicos, para que haja alocação de recursos e, assim, a desassistência da população seja evitada. A Anahp compreende a importância de tal movimentação e compartilha as informações acima para conhecimento de todos. Saiba mais: https://bit.ly/3vyr3aG

Fenaess – Em Belém (PA) o presidente da Federação Nacional dos Estabelecimentos e Serviços de Saúde (Fenaess), estará presente na sede do Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Pará (Sindesspa) para coletiva de imprensa sobre o ato.