Setor privado investe mais em saúde no Brasil

06/11/2018

O relatório Aspectos Fiscais da Saúde no Brasil, elaborado pelo Banco Mundial, mostra que o setor privado investe mais em saúde do que o Governo brasileiro.

Em 2015, os gastos com saúde pública no Brasil consumiram 3,8% do PIB, o maior índice quando comparamos com os demais países da América Latina e Caribe, que possuem uma média de 3,6%. Porém, ficamos muito atrás dos países desenvolvidos, que investem 6,5% do seu PIB no setor. Em uma lista de 183 países, o Brasil ocupa a 64º posição de gastos com saúde.

 

Diferentes de outros países, no Brasil, o setor privado investe mais em saúde do que o governo. Em 2017, o governo federal destinou R$ 117 bilhões de reais para a saúde. O setor privado, R$ 149 bilhões.

 

A baixa qualidade de atendimento do SUS reflete essa falta de investimento. Fazendo com que uma parcela dos brasileiros procure algum tipo plano de saúde.

 

Em nota, o Ministério da Saúde informou que o Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, abrangendo desde o simples atendimento para avaliação da pressão arterial, por meio da Atenção Básica, até o transplante de órgãos, garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país.

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Fenaess com informações do Bom Dia Brasil

Todos os direitos reservados 2002 - 2017. Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde.
fenaess@fenaess.org.br 
SRTVS - Quadra 701 - Bloco "E" - Lotes 2/4 - Edifício Palácio do Rádio II - Salas 227/228
Telefone - 61-3202.4323 e Fax - 3202.6494 
Asa Sul - Brasília/DF - Cep: 70340-902